sábado, 1 de novembro de 2008

NOTÍCIA: Árvore patrimônio municipal de Carvalhópolis caiu com a força do vento

Tristeza em Carvalhópolis, no sul de Minas. A copaíba centenária, símbolo da cidade, caiu esta semana com a força do vento. A copaíba centenária caiu durante um temporal na noite desta quarta-feira (29/10). No lugar ficou um buraco e a saudade dos moradores.

A copaíba está no uniforme escolar, em outra estampa da paróquia e na bandeira do município. O arraial de Carvalhópolis foi fundado em 1912, debaixo da copaíba, durante uma missa.
“Fez um ranchinho debaixo da árvore e foi a primeira missa no dia 07 de maio de 1912”, contou a aposentada Maria Carvalho.

A copaíba centenária ganhou espaço nas lições escolares e virou referência para os estudantes.
“Sempre falavam que era um símbolo de Carvalhópolis. Era um lugar de divertimento para todos. Sábado à noite a gente ficava debaixo dela conversando”, disse a estudante Letícia Carvalho.

A árvore tem tanta história que uma delas ficou registrada na placa, onde conta que 1986 um forte vendaval passou pela cidade. A copaíba foi atingida e resistiu. Mas desde então tinha ficado um pouco inclinada.
“Os raios atingiram galhos da árvore, que desceram e ficaram na raiz. Com isso, houve um apodrecimento da raiz. O que prejudicou e fez com que ela caísse antes da época”, explicou a bióloga Mariângela de Carvalho.

Mais que um dano material, o prejuízo em Carvalhópolis foi cultural e histórico. Na despedida, um momento para guardar de recordação.

O Instituto Estadual de Florestas já autorizou o recolhimento da árvore e o uso da madeira. A Prefeitura de Carvalhópolis pretende guardar parte do tronco no museu do município.

vídeo da notícia: http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM904624-7823-VENTO+FORTE+DERRUBA+SIMBOLO+CENTENARIO+DE+CARVALHOPOLIS+MG,00.html

FONTE: http://globoruraltv.globo.com/GRural/0,27062,LTO0-4370-330516,00.html

Realmente é desolador para a cidade e para nós que lidamos com patrimônio cultural. Eu fiz, junto com o historiador João Paulo Lopes, o dossiê de tombamento da árvore em 2005, quando ela se tornou patrimônio municipal. E constatei o tamanho da satisfação dos moradores por tê-la. Linda e grandiosa, ela era vista de vários pontos da cidade. Uma perda imensurável para todos.

Um comentário:

wanessa disse...

Atualmente moro em Iguatemi ms, mais nasci e morei ai até meus 12 anos, sou filho de Cristovão Rodrigues de carvalho e nessa arvore tenholembrança da minha infancia, pois quando eu fazia catecismo e estudava eu ia brincar eme balangar nessa arvore meu tio Toniho Felipe foin prefeito umas 2 ou 3 vezes nessa cidade fiquei realmente muito triste com a queda dessa árvore.

José Rodrigues de Carvalho

 


Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.